Table of Contents

O que é uma seringa?

seringa

Quem inventou a seringa?

Um dos dispositivos médicos mais antigos do mundo, a seringa de pistão tem seu primeiro registro feito enciclopedista romano Aulus Cornelius Celsus em seu livro De Medicina datado do século I DC. Além do seu papel indiscutível na área da medicina, a seringa também participou da Física na Lei de Pascal.

A primeira seringa com agulha foi inventada pelo médico irlandes Francis Rynd em 1844. Em 1853 Charles Pravaz e Alexander Wood desenvolveram uma seringa com a agulha hipodérmica, uma que era fina o suficiente para perfurar a pele. Frequentemente vista em filmes e séries, a seringa de Pravaz era feita de prata e possuía um dispositivo de rosquear para administrar o líquido. Já a seringa de Wood  era feita de vidro, o que possibilitava ver e medir o líquido no seu interior e utilizava um pistão para empurrar o líquido em seu interior.

Mas foi somente em 1949 que o inventor australiano Charles Rothauser criou a primeira seringa descartável de plástico na sua fábrica em Adelaide. Em 1951 Rothauser produziu as primeiras seringas para injeção feitas de polipropileno, um tipo de plástico que pode ser esterilizado e reutilizado, mudando a história da medicina para sempre. 

Partes da seringa

A seringa é composta por cinco partes, o tubo, o êmbolo, o stopper, bico e linhas de graduação. Vamos falar agora sobre cada uma delas e sua função.

  • Bico: Local onde será conectada a agulha, o frasco ou que entrará em contato com a substância a ser absorvida.
  • Tubo: É onde será armazenado o líquido aspirado.
  • Haste: É onde puxamos e empurramos para injetar ou aspirar o líquido.
  • Êmbolo: Feito de latex ou borracha sem latex (para pessoas alérgicas a latex), ele serve para selar o tudo, impedindo que o líquido no interior escorra.
  • Linhas de graduação: São marcações feitas no tudo que servem para mostrar a quantidade de líquido dentro do cilindro.

Tipos de seringa

As seringas podem ser classificadas de acordo com duas categorias principais: volume e tipo de bico. Seus volumes podem ainda ser divididos por milímetro cúbico (mm³) ou apenas mL.

Volume

Para uso hospitalar encontramos seringas de cinco volumes diferentes: 1mL, 3 mL, 5 mL, 10 mL e 20 mL. Cada graduação possuí um uso indicado, dependendo do tipo e volume de fármaco a ser administrado.
1mL:
Normalmente utilizada para a administração de insulina, a seringa com volume total de 1mL é graduada em Unidades Internacionais (UI), a medida utilizada para administrar Insulina. Ela possuí 100 marcações, cada uma correspondendo a 1UI. A cada 1mL temos 100 UI.
3mL:
A seringa de 3mL está dividida em intervalos de 0,5 mL. Cada um desses intervalos é dividido em cinco subpartes de 0,1mL. É utilizada para administrar medicações por via intramuscular e endovenosa.
5mL:
A seringa de 5mL está dividida em cinco partes de 1 mL, cada parte dividida em subpartes de 0,2 mL. É indicada para administrar medicações por via intramuscular e endovenosa.
10mL:
A seringa de 10ml tem a mesma divisão da seringa de 5 ml, a única diferença é que ela é maior e indicada apenas para a administração de medicamentos por via endovenosa
20mL:
A seringa de 20mL é dividida em partes de 5 mL. Cada divisão contém 5 traços menores que correspondem a 1,0mL cada. É indicada para aspiração, preparo de medicamentos, administração de grandes volumes de fármacos e alimentação enteral.
60mL:
A seringa de 60mL é dividida em 6 partes de 10mL, é utilizada para aspiração e injeção de grandes volumes, líquidos, soluções ou alimentação enteral.

Bico

O bico é a parte da seringa que determina em qual tipo de agulha ou equipamento ela irá encaixar. Os bicos podem ser nos formatos Luer Lock e Luer Slip.

Bico Luer Lock:

O bico Luer Lock é aquele que possui um sistema duplo de rosca garantindo que a agulha fique firme e não solte. É indicado na aplicação de soluções mais viscosas ou oleosas e procedimentos que exigem maior aplicação de pressão.

Bico Luer Slip:

Possui sistema de encaixe simples que permite encaixar e desencaixar a agulha com facilidade. É indicado para vacinas e coletas de sangue por serem procedimentos que não exigem Além disso, é o tipo de bico mais indicado para encaixe em cateteres.

Características esperadas


Independentemente do volume e via de administração desejada, as seringas também possuem características técnicas determinadas pela ANVISA que devem ser observadas na hora da escolha e do uso, tais como:

Descartáveis: devem ser usadas apenas uma vez e descartadas em recipientes adequados após o uso, para evitar contaminações e infecções.

Esterilizadas: Toda seringa deve estar embaladas individualmente em papel do tipo grau cirúrgico e esterilizadas. Os métodos de esterilização utilizados irão garantir a segurança do paciente e profissional.

Lacradas: As embalagens devem estar lacradas sem nenhum tipo de abertura ou rasgo.

Látex-free: Deve ser feita com material sintético sem látex. Essa variedade é recomendada para pessoas com alergia ao látex.

Segurança no uso


Por serem amplamente utilizadas, as seringas podem se tornar potenciais meios de disseminação de bactérias, fungos e vírus. Por este motivo, é importante atentar-se para regras básicas na hora de utilizar esse importante insumo em meio hospitalar.

Quando for a hora de manusear a seringa, tenha os seguintes cuidados:

  • Lave bem as mãos antes de iniciar o preparo do medicamento a ser administrado
  • Abra a embalagem sempre pela parte da haste
  • Nunca toque no bico da seringa, isso irá contamina-la
  • Não coloque o bico da seringa em contato com a solução a ser administrada
  • Sempre descarte a seringa após o uso, existem diversos riscos em reutilizar agulhas e seringas
  • Na dúvida, descarte. Se você suspeita que possa ter contaminado a seringa ou agulha, descarte-a e pegue novo material. Os riscos de utilizar materiais contaminados superam os benefícios de economiza-los.

Sobre nós

Liaoning KANGYI Medical Equipment Co., Ltd se fundó en 1994 y es uno de los principales fabricantes de equipos de infusión desechables, jeringas desechables y accesorios médicos. Producimos más de 600 millones de piezas al año. Nuestros productos se venden en China y se exportan a todo el mundo, a destinos como Europa, América del Sur, Rusia, África y Medio Oriente.

la planta de produccion de liaoning kangyi medical equipment co. ltd1
Liaoning KANGYI Medical Equipment Co., Ltd

Related Articles

Qual a diferença entre Equipo Macrogotas e Microgotas?

Equipo Macrogotas Completo- KMED

Facebook
Twitter
LinkedIn

Leave a Comment

Your email address will not be published. Required fields are marked *

Let's Have A Chat

Get our catalogue or lastest news and updated products!